Rodovia tradicional

Auto-estrada entre Sines e Beja abre em 2012

Carretera
Carretera

Foi iniciada a construção efetiva do itinerário principal IP8, a rodovia que ligará Sines e Beja, tendo um investimento de 257 milhões de euros, que poderá durar meses com previsão de abertura em 2021. A construção do IP8 A26 que ligará os distritos de Sines e Beja inseridas na construção da concessão rodoviária de Baixo Alentejo, que terá uma cobertura de lanço, com 95 Km de estrada da Planície e com ligação entre Santiago e Beja.

De Beja a Vila Verde de Ficalho, o IP8 terá as características de IP, mas não as características de uma rodovia tradicional. Esta é uma decisão contestada pelo Tribunal de contas local que estimula a criação de um comité de finanças antes de investir tantos milhões de euros que apelou a “Sines e Beja na Espanha Entre o IP8, possui características rodoviárias e não possui lanço de Relvas verdes, amputações ou placas divisórias.

O primeiro contrato da IP8 vai chamar-se Rodovia 26 ou (A26) no início da construção e está relacionado com a extensão de Roncão IC33 e a estrada de Grândola Sul IP1. Foi lançado ontem e o valor do investimento ultrapassou 68 franqueadas Estradas da Planície A fonte disse à agência noticiosa portuguesa Lusa.

O projeto tem duração prevista de 17 meses de duração e o trecho A, com 23,2 quilômetros de extensão, será colocado em construção no mês de janeiro de 2012. A empreitada do Lanço A foi lançada a 31 de Julho de 2009, mas as obras foram apenas iniciadas e não concluídas, tendo-se iniciado as obras propriamente ditas alguns meses depois no inicio de julho, antes da emissão do visto do Tribunal de Contas do contrato de concessão rodoviária do Baixo Alentejo. Segundo o superintende da engenharia, explica que incluiu a construção do IP8 A26 entre Sines e Beja.

A construtora enfatizou que a recusa inicial do tribunal de contas auditoria em emitir vistos antes da oficialização do contrato "tem de fato um impacto no programação original do lanço planejada, embora apenas parcialmente." Ele prometeu “Dentro dos 36 meses previstos no contrato, não haverá alteração na principal data de conclusão da obra.

De acordo com a fonte, as obras da Parte B-Nó Grândola Sul IP1 Ferreira do Alentejo e C-Ferreira do Alentejo e Beja deverão começar no dia 30 de setembro do próximo ano, cada uma com 16 meses de duração, prevendo-se que estas duas etapas estejam em serviço a partir de 31 de janeiro de 2012. O comprimento do rodovia B é de 26,4 quilómetros e o custo é de 90,3 milhões de euros, e o comprimento do traço C é de 18,6 quilómetros e o custo é de 49,3 milhões de euros.

A parte da rodovia D do projeto inclui 49 quilómetros (11,2 quilómetros) de construção D1-Sines / Nóde Relvas Verdes e 16,2 quilómetros de projetos dos Lanço D2-Nóde Relvas Verdes / Roncão IC33 com um custo de 492 milhões de euros. A obra de estriamento da estrada D1 iniciada pelo engenharia a construção do IP8 começou ontem e tem duração prevista para durar meses, em torno de 13 meses com previsão de entrada em operação no dia 30 de setembro de 2011. A construção do lanço de extensão D2 está prevista para começar em 31 de outubro e vai durar meses para finalizar. O trecho está previsto para entrar em uso em 31 de janeiro de 2012.